sábado, 27 de novembro de 2010

policia e questão social

Bom dia, amigos. Como sempre, na crise corremos todos a apoiar as ações policiais. Eu sou um deles, rapidinho, pois não vejo outra coisa a fazer. Mas o fato é que, de emergência em emerg^}encia, as questões sociais vão sendo vistas como problemas policiais. Contra quadrilhas é preciso mesmo uma guerra. Mas o Brasil não pode continuar com essas gigantescas ilhas de miseria e abandono

Ontem revi meu filme "Wilsinho Galiléia", proibido p/ militares em 1978 e super elogiado quando exibido 24 anos depois. Garoto de 18 anos, com várias mortes nas costas, perigoso, Wilsinho é assassinado pela polícia.Começara sua carreira com 9 anos, preso porque roubou... uma maçã na feira. Dois dias depois comecei a filmar a pergunta: o que fez daquele garoto de 9 anos um facínora aos 18? A sociedade cria o bandido, a polícia o mata. E os militares proibem o filme que, muito antes dessa aguda crise de violência se propunha a discutir a questão (como filme era um longametragem seria exibido em dois programas do Globo Repórter, o anúncio da proibição, depois da Globo tentar todas as instâncias, veio do próprio Palácio do Planalto).

8 comentários:

ivo disse...

11
oi aqui e a irma de wilsinh0 galileia gostaria que entrasse em cintato pois minha mae quer converssar com voce dn eliete

Andr disse...

Olá, João.
Estou a procura deste seu filme, poderia me indicar locais que eu possa localiza-lo ?
Obrigado.

Querco disse...

João, gostariam muito de ver o filme Wilsinho, mas não consigo encontrar em lugar algum. Se for possível vender uma cópia, ou indicar a produtora do filme, eu ficaria grato.


Obrigado.

RicardoDias disse...

por favor, gostaria de assistir a esse filme tambem!

Se puder me ajudar: ricardodossantosdias@gmail.com

Ariane Rodrigues disse...

Oi... estou concluindo minha dissertação sobre menores infratores que abrange o período anterior ao ECA... Gostaria de saber onde encontro este documentário, para utilizar o caso do Wilsinho Galileia, como um exemplo da estratégia de governo para jovens infratores do período... Desde já, muito obrigada,
Ariane.

Ariane Rodrigues disse...

AH, meu email: arianedaluzrodrigues@yahoo.com.br

Anônimo disse...

ola arine sou o ultimo da familia galileia

Anônimo disse...

sr,joao batista a sociedade como sempre a socieadade e uma imença geradora e criadora de bandidos a policia como a executora isso porque vivemos num mundo egocentrico racista e sem igualdade eu sei oque e o sub mundo nimguem nace ou vira bandido sou de uma familia de 5 irmaos todos mortos por uma sociedade fria e corrupta tudo foi planejado na morte do meu irmao wuilso paulino da silva