segunda-feira, 21 de março de 2016

Poema 21Mar2016: Desaforamentos

21Mar2016
DESAFORAMENTOS

HISTÓRIAS DE CONFRONTOS
ME DEIXAM ATORDOADO
TEXTOS MALDOSOS, AGRESSIVIDADES
ME DEIXAM DESCONCERTADO

POR TRÁS DE CADA NOTÍCIA
NO MIOLO DE JULGAMENTOS APRESSADOS
ESCONDE-SE O VENENO DA HIPOCRISIA
QUE ENVOLVE O MUNDO, PURA CEGUEIRA.

VONTADE DE AGIR, TIRAR OURO DESSE CAOS
VEM O RODAMOINHO, ME LEVA PARA O ALTO
SOU APENAS FOLHA NESSE LABIRINTO SUJO
NO IMENSO PALCO VISTO LÁ DE CIMA
O DESTEMPERO ME INCOMODA A ALMA.

TENHO CARA, CORPO, FOME, HISTÓRIA
TENHO NOME E PENSAMENTOS PRÓPRIOS
AVESSO AOS CHISTES , CLASSIFICAÇÕES TEIMOSAS
QUE HUMILHAM, FEREM, ME REDUZEM A CHAMA
E ME TRANSFORMAM EM INIMIGO, COISA FÁCIL.

SOMOS TODOS DESIGUAIS NA IGUALDADE
AS DIFERENÇAS EXALTAM OS PENSAMENTOS
E TORNAM-SE MOLAS QUE IMPULSIONAM A VIDA
- SOBRE ELA QUE CADA UM DECIDA
SE PREFERE VIVER NA PÁGINA OU NO VERSO
OU QUEM SABE, VÍTIMA, ALGOZ OU APENAS PASSAGEIRO.

TENHO DITO ISSO A VIDA INTEIRA
FILMES E FRASES AFIRMAM QUE A VIDA
É O BEM SUPREMO DO UNIVERSO
E QUE O MAL É APENAS O GESTO MAL-PENSADO
DOS QUE PREFEREM SER MENORES
PENSANDO QUE NOS REDUZINDO SERÃO MAIORES
E QUE OS FRACOS DEVEM CARREGAR SEUS BENFEITORES.

O MUNDO É UM BEBÊ CHOROSO
COM FOME E FRALDAS SUJAS
CARREGA NO OLHAR  SONHOS E  DIGNIDADE
PEDEM QUE O TRATEM COM CARINHO
E NÃO O PROTEJAM APENAS, FUTURO ESCRAVO

Jba\ 21 março 2016

Um comentário:

Unknown disse...

Brecht disse que não se pode dizer tudo com a guitarra, mas você, praticamente, disse tudo no poema.